Aspectos Planetários e Decanatos

Aspectos
Os aspectos entre os planetas, a partir dos diversos signos e casas no circulo zodiacal, modificam suas influências, estabelecendo uma relação que muda em grau notável, a natureza das vibrações.
Os planetas representam as influências espirituais que afetam as consciência em seus veículos pelos quais as consciências estão operando. Os aspectos indicam a relação entre corpo e espírito, ou a atitude da alma ou do corpo para com o ambiente; representam os estados de ânimo variáveis e os pontos de vista da alma.
Quando se analisam os aspectos, há que se considerar primeiramente os dos luminares e Mercurio, porque são os condutores, receptores e distribuidores da influência planetária. Sol, Lua e Mercurio são integrantes dos fatores principais, já que atuam como tradutores e comunicadores diretos entre o espírito, a alma e o corpo.
O Sol, que representa a vida e as energias do corpo, indica a interação entre um corpo e mente, rege o coração, a vontade e atitude moral.
A Lua representa a parte inferior do cérebro, a espinha dorsal e o sistema emocional, se relacionando estreitamente com o sentidos. Indica a alternância entre o pensamento e sentimento, ou a natureza psiquica com todos os seus estados de ânimo rápidos e flutuantes, as mudanças da consciência.
Mercurio representa o sistema nervoso central (sensações), especialmente as percepções mais recentemente desenvolvidas, são relações significativas pelos aspectos planetários, traduzindo todos os aspectos em termos da mente, e sua influência é produzida pelo signo e posição que ocupa no nascimento.
Devido a influência modificadora os aspectos dos planetas entre si, a partir de diferentes signos e casas, surgem todas as complicações que tornam tão difícil seguir o desenvolvimento do lado espiritual da natureza humana. Os aspectos representam os fenômenos transitórios da vida e da forma. A Alma pode repetir as experiências, correndo em círculos, recolhendo a sabedoria e a experiência necessárias para sua evolução.

A Tríade e o Quaternário

Estas duas classificações se encontram no Zodíaco, A divisão do circulo pelo triângulo nos dá as três quadruplicidades, cada uma das quais corresponde a um dos três modos de consciência e um dos três caminhos ao longo das quais estão evoluindo todas as almas.

Decanatos

O triângulo divide primeiro todo o zodíaco, e logo cada signo em três partes.
Temos também as quatro triplicidades: Fogo, Terra, Ar e Água, e ambas podem simbolizar-se da mesma maneira pela cruz inscrita no circulo. Cada elemento tem um signo em Cardinal, Fixo e Mutável.
Os decanatos dos signos são importantes para a análise de um horóscopo de nascimento, cada signo contém em si toda a triplicidade a qual pertence. Esta disposição põe em um só signo o conjunto da influência combinada de Cardinal, Fixo, Mutável.
O primeiro decanato de 10 graus é sempre da mesma natureza que o próprio signo. O segundo decanato, de 10 a 20 graus, é da natureza do signo seguinte da mesma triplicidade, e que modifica o signo pondo em operação uma sub-influência; e o terceiro signo da triplicidade se introduz como uma modificação do signo por uma sub-influência no terceiro decanato. Esta disposição põe em um só signo o conjunto da influência combinada de Cardinal, Fixo e Mutável.

Fonte: Astrologia Esotérica, Alan Leo (Ed. Roca, 1993)

Foto1: 
Foto2: